quarta-feira, setembro 14, 2011

Amor (In)correspondido

Ainda ontem te vi.
Mas se ao ver-te,
Para mim, eu te queria,
Meu coração não conseguia
Nem lembrar, nem reconhecer-te.

Ainda hoje te revi.
Mas já nada é igual:
Pois quando se mente
Nunca mais o mesmo se sente!
E não é que  esteja muito mal
Porque no amor já estou habituado:
Lutar, para no fim não ser amado...

Amanhã te verei.
Mas uma coisa eu sei,
Por ti não mais sofrerei!

4 comentários:

maria manuel disse...

gostei desta expressão poética de um amor desencantado.

obrigada pela visita e palavras de apreço ao meu "sítio". abraço.

Diego Schaun disse...

Olá, estou seguindo seu blog. Dei uma repaginada em minha página e mudei de endereço. Agora estou no www.diegoschaun.com.br onde reuni todos os meus trabalhos com crônicas, poemas e músicas. Quando puder, dê uma passada por lá. Parabéns pelos teus escritos.

Abraços,
Diego
http://www.diegoschaun.com.br
TWITTER @DiegoSchaun

Manuel Rosa disse...

Obrigado pelos comentários.
Espero que continuem a visitar a minha página que eu visitarei a vossa sempre que puder.

Cristina Pujol disse...

Belíssimo Blog! Obrigada por compartilhar e voltarei mais vezes! Abraço.