quinta-feira, abril 05, 2012

Navio do Amor

Navego contigo neste navio
Neste mar calmo e suave
Não há espaço para o vazio
Nada passa, nem a idade:
Estado de tempo indeterminado
Quando se está apaixonado.
Quando o que sinto por ti
É algo que nunca senti
Comandemos os dois juntos
Este navio pelo mundo.
E sem mais assuntos:
Nunca iremos ao fundo!

2 comentários:

Anônimo disse...

ceiBonito, sucinto...direto gosto dos poemas assim.

Anônimo disse...

simples e original...