domingo, março 24, 2013

O que será que existe?


O que será que existe?
Pergunta que persiste
A cada pensamento...
Às vezes, passam horas
Até que cansado me sento,
Enquanto me devoras
Ó pensamento constante!
Completamente incessante.

O que será que existe?
Será esta pergunta apenas
Reflexo da minha alma triste…
Que, como ganhando penas,
Tenta voar para o desconhecido
Onde sempre queria ter vivido.
Ou será apenas um reflexo
De algo bem mais complexo,
Algo sem qualquer nexo...
Que me permite esquecer
Aquilo que me faz entristecer... 

4 comentários:

Solange Moreira de Souza disse...

Amigo querido Manuel Rosa, o primeiro que li, passou pelo meu coração e chegou a minha alma.
Você tem esta sensibilidade poética de tocar a alma de quem lê.
Obrigada.
Beijos
<3

Solange Moreira de Souza disse...

Parabéns amigo querido Manuel Rosa.
Beijos
<3

Su Palanti disse...

Ah! As belas dúvidas da existência, em lindas palavras e poema.
Parabéns!
Um abraço

Guida Linhares disse...

Parabéns pela reflexão sensível, poéticamente delineada. Visite nossos jardins e colha uma flor do coração. Abraços, guida