terça-feira, abril 30, 2013

Miradouro Senhora do Monte


Como magia, naquele momento
Todos os meus problemas
Voaram com a força do vento,
Superando todos os poemas
Que algum dia tivesse lido,
Como se tivesse renascido...
Oh! Senhora do monte.
Todos por ti terão de passar
Antes de a terra deixar...
Destaca-se no horizonte
O castelo imponente
E o azul do Tejo luminescente,
O sol de fronte
E o S. José no outro monte.
Lá do outro lado o Cristo Rei
Como que abraçando a ponte
Que eu um dia atravessei.
Continuando-se pelo Bairro Alto.
Tudo parece estar no mesmo plano
Não se sente nenhum salto...
Neste que é território lusitano.

Como se de um quadro tratasse
E os raios de sol o pintassem... 
Oh! Senhora do monte!
Minha plenitude, minha fonte...

3 comentários:

Su Palanti disse...

Lindo poema. Parabéns!

Su Palanti disse...

Lindo poema. Parabéns!

Clara Fátima disse...

Muito lindo esse poema. Parabéns!