domingo, março 24, 2013

O que será que existe?


O que será que existe?
Pergunta que persiste
A cada pensamento...
Às vezes, passam horas
Até que cansado me sento,
Enquanto me devoras
Ó pensamento constante!
Completamente incessante.

O que será que existe?
Será esta pergunta apenas
Reflexo da minha alma triste…
Que, como ganhando penas,
Tenta voar para o desconhecido
Onde sempre queria ter vivido.
Ou será apenas um reflexo
De algo bem mais complexo,
Algo sem qualquer nexo...
Que me permite esquecer
Aquilo que me faz entristecer... 

sexta-feira, março 08, 2013

Dia da Mulher


Como és bela, mulher...
Vejo em ti a perfeição
Que faz acelerar o meu coração
Deixas inquietado o meu ser
Com toda a tua beleza...
Nos cabelos ondula a leveza.
Nos olhos, a doçura transmites,
E na pele, o calor emites.

No mundo das emoções
Vives na constante preocupação
Por aqueles que estás rodeada.
Gostas muito de amar
E adoras ser amada...

Tens uma forma de pensar
Que me faz ficar sem ar...
A apneia instala-se em mim,
Num estado de surpresa sem fim.
Como és única, mulher! 

sábado, março 02, 2013

Lágrima


A lágrima escorre pela face,
Brilhante e paciente,
Bastante suavemente
Daquele que, amor, julgasse
Ser o seu refúgio…
E agora, no chão sujo
Vive só, sem ninguém.
A dor sempre vem
Mas nunca vai...
Nunca do coração sai.
Triste e cruel tropismo
Despido de sentimentalismo.
Resta apenas a respiração…
Profunda solidão...